ATLÉTICO MINEIRO - BICAMPEÃO DA COPA CONMEBOL 1997

12/08/2017

O Atlético é o único clube do continente inteiro, á conquistar a Copa Conmebol por mais de uma vez. A Copa Conmebol é precursora da Copa Sul-Americana, dada a semelhança dos critérios de qualificação e disputa.

IMAGEM: WEB

 

No ano de 1997, o alvinegro entrou para a história da competição, conseguindo o feito de ser o único Bicampeão da Copa, após conquistar o título em cima do Lanús, da Argentina.

 

TODOS OS JOGOS DO ATLÉTICO NA COPA CONMEBOL DE 1997

IMAGENS: REPRODUÇÃO/YOUTUBE 

 

A CAMPANHA ALVINEGRA

OITAVAS DE FINAL (PRIMEIRA FASE) - ATLÉTICO vs PORTUGUESA

 

Após ser eliminado na segunda fase do Campeonato Brasileiro daquele ano, o Atlético tinha como objetivo conquistar o continente, novamente. 

Com uma dupla de ataque muito perigosa, composta por Marques e Valdir Bigode, o elenco alvinegro inciou sua campanha na Conmebol, no dia 03/09, contra a Portuguesa-SP.  O Galo estreou com uma goleada por 4-1, no Estádio Canindé, em São Paulo.

 

Ali começava brilhar a estrela do atacante Valdir Bigode, que marcou três dos quatro gols da partida. O outro gol, foi de Jorginho. Emerson descontou para os paulistas.

 

A competição foi dividida por 4 fases: Oitavas, quartas, semi e final. Gol fora não era critério para desempate e caso o agregado estivesse igualado, a partida se resolveria nas disputa por pênaltis.

 

No dia 09/09, o Atlético recebia a Portuguesa no Estádio Mineirão. Com uma vantagem de três gols, o alvinegro entrou em campo relaxado e bastante tranquilo. A torcida do Atlético não lotou o Mineirão naquela ocasião, e colocou cerca de 9.000 torcedores. A renda foi de R$ 69.570,00.

 

O Galo entrou em campo com: Paulo César Borges (Hugo); Bruno, Sandro Blum, Sandro Barbosa e Dedê; Roberto, Gutemberg e Jorginho (Cairo); Nilo, Valdir e Juninho Rodrigues (Leandro Tavares) – Téc: Emerson Leão. O placar terminou em branco e o alvinegro avançou para as Quartas de Finais.

 

QUARTAS DE FINAIS - ATLÉTICO vs AMÉRICA-COL

 

No dia 24/09, o Atlético visitou o América de Cali, no Estádio Pacual Guerrero, na Colômbia. Mantendo a invencibilidade, os alvinegros venceram a segunda partida na competição, após derrotar os colombianos por 2x1. (Não há registro em vídeos da partida).

 

Já na partida de volta, no Estádio Mineirão, no que era pra se tornar um jogo tranquilo, os atleticanos se enganaram. No dia 16/10, o Atlético empatava no Mineirão novamente, só que dessa vez as redes balançaram.

O galo entrou em campo com: Taffarel; Bruno, Sandro Blum, Sandro Barbosa e Vitor; Edgar, Doriva e Jorginho; Almir (Leandro Tavares), Valdir e Hernâni – Tec: Emerson Leão.

O clima no estádio não era um dos melhores para os torcedores alvinegros, apreensivos e bastante nervosos com a situação em campo, como podemos ver por esta matéria da Rede Globo.

 

Os colombianos saíram na frente do placar, com um golaço de falta do Cardona. Porém, os alvinegros empataram logo depois, com Edgar, de cabeça! 

 

Após muito sofrimento, o Atlético selava sua classificação para as semifinais da Copa Conmebol em 97. O público pagante foi de 10.850 pessoas e a renda foi de 85.355,00 reais.  O árbitro da partida foi: Gustavo Mendez, Uruguai.

 

SEMIFINAIS (TERCEIRA FASE)  - ATLÉTICO vs UNIVERSITÁRIO-PER

 

No dia 22/10, o Atlético viaja ao Peru, para enfrentar o Universitário de Desportes no Estádio Nacional de Lima, pela primeira partida da semifinal da Copa Conmebol. 

GOL DE JORGINHO, O SEGUNDO DA VITÓRIA ALVINEGRA, CONTRA O UNIVERSITÁRIO, EM 1997. Imagem: http://atleticomineiro.tripod.com/

 

Não deu outra, o Atlético venceu os Peruanos por 2x0, fora de casa. Os gols foram marcados pelo atacante Valdir e pelo Jorginho, como mostra a imagem acima. 

 IMAGEM: WEB - O time que enfrentou o Univesitário, no Peru. Todo completo, com Jorginho, Valdir Bigode, Edgar, Sandro Barbosa, Taffarel e companhia... 

 

SEMIFINAL, JOGO DE VOLTA

Pro segundo jogo da semifinal, contra o Universitário, o Atlético entrou com o time completo, a equipe inicial do Galo era: Taffarel; Bruno, Sandro Blum, Sandro Barbosa (Negueti) e Dedé;Edgar, Doriva (Cairo) e Jorginho (Almir); Hernâni, Valdir e Marques –Tec: Emerson Leão.

Imagens: TV GLOBO

 

No jogo de volta, ainda sem vencer dentro de casa na competição, o Atlético não entrou em campo com toda a confiança que jogou nas outras partidas que fez em casa, na Copa. Apesar da vantagem construída no jogo de ida ter sido muito boa, os alvinegros entraram á todo vapor.

 

No Estádio Mineirão, o público cresceu bem pouco. Pouco mais de 12.000 torcedores acompanharam a goleada alvinegra, sobre os peruanos. Os gols da partida foram marcados por: Marques, Valdir (duas vezes) e Cairo. 

 

O árbitro da partida foi o Bonifácio Nunez, Paraguai. A renda da bilheteria foi de R$ 105.640,00.

 

Após vencer a primeira partida em casa dentro da competição, o Atlético se classificava como favorito para a final. Até então, os alvinegros faziam uma campanha excepcional, com 13 gols marcados e apenas 3 sofridos. Também não haviam perdido, eram 4 vitórias e 2 empates. 

 

FINAL (QUARTA FASE)  - ATLÉTICO vs LANÚS-ARG

 

No dia 06/11, o Atlético encarava o Lanús na Argentina, pela primeira partida da grande final da Copa Conmebol de 1997. Embalado e todo confiante, os alvinegros partiram para cima dos argentinos, em plena Argentina. 

 IMAGENS: YOUTUBE

 

No Estádio Municipal Lanús, em Lanús-ARG, o Atlético goleou os donos de casa, por 4-1. Com gols de: Ibagaza (19'), Bruno (41'), Marques (56'), Hernâni (60') e Valdir (80').

 

O Atlético entrou em campo com Taffarel; Bruno, Sandro Blum, Sandro Barbosa e Dedé; Edgar (Roberto), Doriva e Jorginho; Hernâni, Valdir (Cairo) e Marques (Almir) - Tec: Emerson Leão.

 

O Galo destruiu os argentinos em seus domínios, mas não foi só isso que marcou a primeira partida da final. O Lanús deu um show de horrores para os amantes do futebol, e não aceitando o vexame em casa, partiram para a briga no final da partida. Como podemos ver nas imagens:

IMAGENS: YOUTUBE

 

A briga repercutiu no mundo inteiro naquela época e ficou marcado na história do confronto. A violência foi tanta, que após o acontecimento, o treinador do Atlético, Emerson Leão teve que fazer uma cirurgia na face, após receber várias agressões dos argentinos.

 

Em 2012, o atacante Marques concedeu uma entrevista ao site Lance Net, e comentou sobre o momento de pânico, em que viveu os jogadores alvinegros.

 

- O Atlético deitou naquele primeiro jogo da final. A verdade é essa. Foi soberano nos 90 minutos. Mas o desfecho do jogo foi lamentável. Veio a revolta dos argentinos, jogadores e os torcedores partiram para cima da gente. Todo nós ficamos preocupados com a nossa própria segurança, foi um momento de terror 

 

FINAL, JOGO DE VOLTA! ATLÉTICO SAGRA-SE BICAMPEÃO! 

 No dia 17/12, no Estádio Mineirão, o Atlético recebia o Lanús para a última partida da final da Copa Conmebol de 1997. Com uma excelente vantagem dos alvinegros, só restava o empate, ou até mesmo uma derrota por dois gols de diferença.

O Atlético entrou em campo com: Taffarel; Bruno, Negueti, Sandro Barbosa e Dedé; Roberto,Hernâni e Jorginho; Almir (Edgar), Valdir e Marques – Tec: Emerson Leão.

 

Mas ainda mantendo sua invencibilidade, o Atlético não aceitava uma derrota, ainda mais em casa. O placar final da partida foi de 1x1. Assista os melhores momentos:

 IMAGENS: YOUTUBE

 

O Mineirão voltou a estar lotado, foram mais de 35 mil atleticanos reunidos para verem o clube fazer história. A renda da bilheteria foi de R$ 300.977,50.

 

Após passarem vexame na Argentina, não somente pela derrota, mas principalmente pela confusão, o Lanús não aguentou a pressão alvinegra e apenas empatou no Brasil. O gol alvinegro foi marcado pelo Jorginho. 

 

IMAGEM: WEB (Artilheiro Valdir dando á volta olímpica com a taça) 

 

O Atlético fez história na Copa Conmebol. O alvinegro é o único clube á conquistar a Copa por mais de uma vez e também é o único á conquistá-la de maneira invicta. 

 

A campanha do alvinegro se resume em: 5 vitórias, 3 empates, nenhuma derrota, 18 gols marcados e 5 gols sofridos, um saldo de 13 gols. 

 

ARTILHEIRO E MELHOR JOGADOR - VALDIR BIGODE

Valdir Bigode foi uma peça chave pro Atlético conquistar o bicampeonato. 

 

Além de ser o capitão na final contra o Lanús e erguer a taça de campeão, Valdir também foi o artilheiro da competição, com 7 gols em 8 jogos. 

 

O artilheiro também foi eleito como o melhor jogador naquela edição da Copa Conmebol. 

 

 

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Please reload

© 2017 por Igor Lanna, dono do Blog do Galo, fundador e editor neste site.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now